sábado, 8 de setembro de 2007

“Kit militante PCP” (cartão de militante, boininha encarnada, emblema p'ra lapela, etc) vindo também no pacote um “certificado de superioridade moral"



Num documento de “separação de águas” bem recente e importante, o seu Autor cita um slogan clássico a propósito “da superioridade moral dos comunistas e de todos os democratas”.

Recentemente houve quem escrevesse sobre se Será justo falar-se de inferioridade moral dos Comunistas? Ou de superioridade?, mas é de admitir que o Autor em questão não tenha lido esta reflexão.

Por isso, e se desejarmos falar com tino, e não nos limitarmos à repetição irreflectida de chavões propagandísticos, seja-nos permitido perguntar:

  • Mas, mesmo não lendo, será que o Autor referido considera mesmo que existe uma superioridade moral dos comunistas?
  • De todos?
  • Só pelo facto de o serem?
  • E sem excepções?
  • Será essa superioridade moral dos comunistas acompanhada de uma inferioridade moral dos não comunistas?
  • Só por não o serem?
  • De todos?

Estas perguntas parecem pertinentes.

Mas não são as únicas.

Veja-se:

  • Considerará o Autor que com o “Kit militante PCP” (cartão de militante, boininha encarnada, emblema de colocar na lapela, etc) virá também no pacote um “certificado de superioridade moral dos comunistas”, assim algo do tipo “Registo criminal impoluto em relação ao passado e impossível para todo o sempre que há-de vir de poder ser algum dia manchado”, a ser automaticamente distribuído a cada novo aderente?
  • Será que esse certificado tem um prazo de validade, devendo ser renovado de tempos a tempos?
  • Ou será de renovação automática, mediante o pagamento das quotas ao PCP?
  • Ou até mesmo vitalício, quiçá, na condição de a pessoa se manter sempre comunista.
  • E já agora, comunista é só aquele que é membro do PCP?
  • Nenhum outro, porventura sem ser membro, pode ser comunista?
  • E todos os que são membros desse Partido, serão mesmo garantidamente comunistas?
  • E a outorga automática desse "Certificado de superioridade moral dos comunistas" valerá igualmente para comunistas de outros lugares e de outros tempos?
  • Pol Pot lá no Kamputchea também o mereceu? Ele afirmava-se comunista, e tinha cartão. Logo...
  • E o José dos Bigodes de Aço, também tinha "Certificado"?
  • O "Certificado" do José dos Bigodes de Aço era de algum modo semelhante ao "Certificado" dos seus Camaradas vítimas das suas purgas inclusivé dentro do PCUS?
  • E os "leaders" do PC Chinês, aquele do slogan "1 País, 2 Sistemas", também o merecem? Todos? Todinhos?
  • E o "Adorado leader" filho do "Leader adorado" lá no Reino da RDPC também?
  • Etc, etc, etc?

Finalmente, conviria saber:

Com o “certificado de superioridade moral” virá também em anexo um certificado de garantia do tipo “pessoa só capaz de bom trabalho, de uma honestidade exemplar a toda a prova e com uma competência sem limites”?

  • Coisa exclusiva de comunistas?
  • Coisa impossível em não comunistas?
  • Coisa garantida em comunistas?

Enfim, o uso de “slogans e chavões” levanta sempre dúvidas, não é?

ver:

Felizmente que entre nós é só e garantidamente Trabalho, Honestidade e Competência. Safa. Livra. Podemos pois assim dormir inteiramente descansados!


3 comentários:

Sr Martelo disse...

A hipocrisia é uma coisa tão gira, e o jogo de interesses também.

la porque anda a cheirar o c* do BE e do PS para seus interesses não quer dizer que tenha que adoptar o anti-comunismo primário destes.

para quem ja esteve no PCP, mostra um nivel muito baixo enquanto pessoa e um nivel intelectual tambem muito baixo! acho que ninguem no PCP sente a sua falta...

alentejo disse...

g

alentejo disse...

é foda ser-se fascista e viver num concelho com 55% de votos no PCP não é? Um cons(c)elho mudem-se para terras de bouro

Arquivo do blogue

Acerca de mim

Neste espaço surgirão artigos e notícias de fundo, pautadas por um propósito: o respeito pela Lei, a luta contra a escuridão. O âmbito e as preocupações serão globais. A intervenção pretende ser local. Por isso, muito se dirá sobre outras partes, outros problemas e preocupações. Contudo, parte mais significativa dos temas terá muito a ver com a Moita, e a vida pública nesta terra. A razão é uma: a origem deste Blog prende-se com a resistência das gentes da Várzea da Moita contra os desmandos do Projecto de Revisão do PDM e contra as tropelias do Processo da sua Revisão, de 1996 até ao presente (2008...) Para nos contactar, escreva para varzeamoita@gmail.com